A imagem mostra a alumni de Medicina Veterinária Bruna Laurice El Khoury que fez estágio na Dinamarca.

Alumni de Medicina Veterinária do Grupo UniEduK realiza estágio na Dinamarca

Com toda a documentação intermediada pela UniFAJ e a empresa LANDBOSYD, Bruna Laurice El Khoury vivenciou a oportunidade de intercâmbio durante o estágio na Dinamarca

A Dinamarca, país considerado extremamente desenvolvido, com cerca de 5,4 milhões de habitantes e de elevada qualidade de vida foi o destino escolhido pela alumni de Medicina Veterinária do Grupo UniEduK, Bruna Laurice El Khoury, para a realização do seu estágio obrigatório. 

Sempre tive muita vontade de fazer intercâmbio fora do Brasil, em especial, em algum país Europeu. Assim sendo, procurei informações na UniFAJ e soube que o Grupo UniEduK e também a empresa LANDBOSYD ofereciam essa possibilidade aos alunos que tivessem interesse em fazer estágio fora do país”, conta Bruna.

Na época do intercâmbio, a alumni estava no 10° semestre do curso de Medicina Veterinária na UniFAJ em Jaguariúna. “Visando unir o útil ao agradável e tendo em vista a necessidade de fazer o estágio obrigatório, procurei algo relacionado com o meu curso de Medicina Veterinária e acabei encontrando na Dinamarca uma oportunidade para desenvolver meus conhecimentos na área de gado leiteiro”, ressalta

Bruna explica que todo o trâmite da documentação para a efetivação do estágio foi feito diretamente entre a UniFAJ e a empresa Dinamarquesa LANDBOSYD. “Somente após a confirmação por parte da contratante e o envio do contrato de trabalho é que comprei a passagem”, completa. 

Geralmente, aqueles que passam por uma experiência internacional relatam os desafios que enfrentaram durante o período de estágio, portanto, com Bruna não foi diferente. “Importante salientar que o mais difícil neste processo foi, certamente, a escolha do país, da área e o local do estágio, uma vez que, no meu caso, escolhi uma fazenda afastada dos grandes centros, o que traz alguns inconvenientes”, destaca.

Junto a essa dificuldade inicial, a alumni relata, sobretudo, que o frio e os turnos noturnos de trabalho foram grandes desafios, porém tudo isso foi superado pelo aprendizado único que vivenciou. “A experiência na Dinamarca foi muito proveitosa para mim, uma vez que tive contato com uma cultura bem diferente da minha, além de trabalhar com pessoas de diversas partes do mundo que sempre estavam dispostas a se ajudar. Tudo isto sem falar no idioma e no aspecto profissional de aprendizagem sobre o gado leiteiro”, salienta.

E ela acrescenta: “Outro ponto a realçar foi a possibilidade de crescimento pessoal e do estímulo da autoconfiança, pois vivenciei situações nas quais tive que me virar, literalmente, sem o conhecimento do dinamarquês, pois nem todo mundo fala inglês”. 

Por fim, Bruna incentiva aqueles que têm o desejo de fazer um intercâmbio. “Aconselho a todos para não desistir de realizar o sonho de ter uma experiência de estágio feita no exterior, pois apesar das dificuldades, vale muito a pena!”, conclui.

Pular para o conteúdo