A imagem mostra momentos da visita técnica à Estação de Tratamento de Água da Vila Avaí

Alunos da UniMAX visitam a Estação de Tratamento de Água da Vila Avaí em Indaiatuba

Estudantes dos cursos de Administração, Recursos Humanos e Logística realizaram uma visita técnica à Estação de Tratamento de Água da Vila Avaí (ETA I), unidade do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Indaiatuba. Os estudantes foram acompanhados pelos professores Paulo Granato e Carla Borges, gestora acadêmica dos cursos de Recursos Humanos, Logística e Marketing.  

Alunos dos cursos de Administração, Logística e Recursos Humanos da UniMAX realizaram uma visita técnica à Estação de Tratamento de Água da Vila Avaí (ETA I), unidade do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE) de Indaiatuba.

Para isso, os estudantes foram acompanhados pelos professores Paulo Granato e Carla Borges, gestora acadêmica dos cursos de Recursos Humanos, Logística e Marketing do Grupo UniEduK.   

Durante a visita, os alunos foram recebidos no Centro de Controle Operacional (CCO) pelos controladores operacionais, Josefa Maria da Silva de Agostini e Cleber Wellington Silvestre. Nesse local, eles tiveram um primeiro contato com o funcionamento e a importância do CCO na monitorização e controle de todo o processo de tratamento de água.

Os alunos conheceram o Sistema Integrado de Monitoramento, Controle, Simulação e Tomada de Decisão (SIMCOST), que é utilizado para monitorar e controlar o processo de tratamento de água. Eles puderam compreender a importância desse sistema para garantir a qualidade e a eficiência do tratamento.

Em seguida, o grupo foi acompanhado por Homero Carlos Ferreira, técnico de Saneamento, e Liebe Lourenço, técnica de sistema de saneamento, para uma visita detalhada às instalações da ETA I.

Durante o percurso, os alunos tiveram a oportunidade de observar de perto cada etapa do processo de tratamento de água, desde a captação inicial até a distribuição final para a população. Foram explicados em detalhes os passos de decantação, filtração e ingestão, que visam remover impurezas e garantir que a água comporte os níveis de potabilidade necessários para o consumo humano.

Os estudantes também puderam visualizar os equipamentos e tecnologias utilizadas na purificação da água, além de compreender a importância dos testes e análises frequentes realizadas para assegurar a qualidade do processo. Durante a visita, foram discutidos os desafios enfrentados na operação da ETA I e as medidas adotadas para garantir um abastecimento contínuo e seguro de água potável para a região.

A interação entre os alunos e os profissionais responsáveis ​​pelo tratamento de água foi incentivada, permitindo que os alunos fizessem perguntas e estabelecessem conexões entre a teoria aprendida em sala de aula e sua aplicação prática no cotidiano. Essa experiência propiciou uma compreensão mais aprofundada sobre a importância do saneamento básico e do trabalho dos profissionais envolvidos na garantia da qualidade da água”, destaca o órgão.

Com informações: SAAE Indaiatuba

Pular para o conteúdo