A imagem mostra momentos da visita técnica à Sala São Paulo

Alunos de Arquitetura e Urbanismo visitam a Sala São Paulo

A visita à Sala São Paulo servirá de inspiração aos alunos durante o projeto integrador do semestre. O desafio dos estudantes do sétimo semestre é desenvolver uma sala de concerto para 1200 pessoas e uma sala de cinema para 300 pessoas, utilizando o terreno onde está localizada a Fazenda Pimenta em Indaiatuba. A atividade foi acompanhada pelas professoras Raquel Rancura, Noemi Fritsch e Helena Arias.

Os estudantes do sétimo semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da UniMAX (Grupo UniEduK) realizaram uma visita técnica à Sala São Paulo. Eles foram acompanhados pelas professoras Raquel Rancura, Noemi Fritsch e Helena Arias.

Na oportunidade, os alunos conheceram o edifício da Estrada de Ferro Sorocabana, que abriga hoje a Sala São Paulo, sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, sendo considerada uma das mais importantes casas de concertos e eventos do Brasil.

A intenção da visita à Sala São Paulo é criar repertório referencial para o projeto integrador realizado no semestre. Os alunos estão trabalhando num projeto de interesse artístico cultural patrimonial, utilizando o terreno, onde está localizada a Fazenda Pimenta em Indaiatuba. Eles terão que desenvolver uma sala de concerto para 1200 pessoas, além de uma sala de cinema para 300 pessoas.

Durante a visita técnica, os alunos assistiram a Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí que apresentou o “Concerto índio para violino e orquestra” e “Ewaretchiga” – os cantos do povo Tikuna.

Após a apresentação, eles realizaram uma visita guiada pela Sala São Paulo. Os estudantes tiveram acesso ao subsolo e o segundo andar da edificação. Com isso, conheceram sua história, processo de restauração, detalhes de acústica e luminotécnica. Tudo isso poderá servir de inspiração para os projetos que estão desenvolvendo.

Ter essa oportunidade de conhecer um espaço que, segundo o “The Guardian”, foi considerado uma das dez melhores casas de concertos do mundo, foi algo enriquecedor para minha formação. Agora podemos utilizar todo o conhecimento aprendido durante a visita guiada nos nossos projetos, além de todo o conhecimento teórico adquirido dentro das salas de aulas”, afirma o estudante Eduardo Alexandre de Lima Junior.

Ao final da visita, os futuros arquitetos urbanistas almoçaram no Mercado Municipal de São Paulo, conhecido por “Mercadão”. O local é considerado ponto de visita obrigatória para turistas de todo o Brasil e de outros países. Também é um dos mais tradicionais pontos gourmet da cidade.

Sobre a Fazenda Pimenta

Segundo o extinto Jornal Tribuna de Indaiá, a Fazenda Pimenta abrigou, por 25 anos, a fábrica de óleo de amendoim comestível Aburá. Hoje, o prédio está desativado, porém, junto à igreja (São José) construída ao lado, tem sido utilizado por amantes da fotografia e de paisagens. De acordo com o veículo de comunicação, a propriedade pertencia ao italiano Santoro Mirone, ex-oficial da Marinha italiana. O imigrante chegou em Indaiatuba com a esposa Santina e três filhos pequenos. A família se estabeleceu na Fazenda Pimenta, em 1949.

Pular para o conteúdo