Alunos de Ciência da Computação do Grupo UniEduK apresentaram Projetos de Jogos Digitais 2D

Estudantes de Jaguariúna puderam vivenciar dentro da sala de aula um pouco das exigências pelas quais passam os profissionais, com destaque para uma área que só tem a crescer

Como uma profissão em alta no mercado, o Grupo UniEduK formulou o curso de Ciência da Computação com a ideia de aprendizagem por competências e projetos norteadores nas áreas de Internet das Coisas (IoT), Desenvolvimento para Dispositivos Móveis e Web, Ciência de Dados, Inteligência Artificial, Criação de Jogos Digitais, entre outras novidades que se busca nos profissionais.

Seguindo a metodologia de ensino na prática, 19 alunos do oitavo semestre do curso de Ciência da Computação do Grupo UniEduK (UniFAJ) participaram no dia 11/06, das apresentações dos Projetos de Jogos Digitais 2D, dentro da disciplina de Projeto Integrado e Design de Jogos Digitais.

“Os jogos digitais estão presentes nas diversas áreas da sociedade e com perspectivas de crescimento no Brasil e no mundo nos próximos anos, dessa forma, é muito bom ver os alunos do Curso Ciência da Computação utilizando as técnicas de design e apresentando os seus jogos. Parabéns ao professor e alunos!”, enfatizou o gestor do curso de Ciências da Computação, prof. Isaias Queiroz. 

Pensando na empregabilidade dos alunos, antes mesmo do término do curso e no estreitamento da relação com as empresas, as apresentações cumprem com o papel de aproximar o aluno do mercado de trabalho e das possibilidades de atuação.

O curso tem a sua grade voltada para aquilo que o mercado quer, então nós vamos ter uma experiência prática de como trabalhar nessa indústria de dentro de sala de aula”, explicou o responsável pela disciplina, prof. César da Silva Peixoto.

De acordo com a aluna Aline Rodrigues, as apresentações do curso ensinam a postura adequada frente ao cliente e a melhor maneira de apresentar o produto. “Muita gente entra no curso por passar muito tempo no computador jogando, e é muito legal aprender a fazer nossos próprios jogos. Para quem quer seguir nessa área, a disciplina deu uma visão de como seria o mundo de um desenvolvedor de jogos. E como muitos desses jogos têm potencial para serem publicados, isso nos empolga mais ainda a continuar estudando”, afirma.

 

Confira notícias do curso de Ciência da Computação

Pular para o conteúdo