Aula Magna de Farmácia e Biomedicina aborda “Perícia Criminal”

O tema foi abordado por Igor Monteze Ferreira, Perito Criminal da SPTC-SP (Superintendência de Polícia Técnico-Científica), Bacharel em Bioquímica e Dr. em Biociências. A aula beneficiou estudantes dos cursos de Farmácia e Biomedicina da UniFAJ em Jaguariúna, que puderam ampliar as possibilidades dentro da profissão que escolheram

“Perícia Criminal” foi o tema da Aula Magna dos cursos de Farmácia e Biomedicina da UniFAJ (Grupo UniEduK). Para a abordagem do tema foi convidado Igor Monteze Ferreira. Ele é perito criminal da SPTC-SP (Superintendência de Polícia Técnico-Científica). O profissional é bacharel em Bioquímica e doutor em Biociências.

Todos os alunos de todos os semestres dos cursos de Farmácia e Biomedicina de Jaguariúna foram contemplados com o evento.

Durante a Aula Magna, Dr. Igor apresentou os métodos de identificação de amostras biológicas e armas de crime. Um dos pontos de destaque foi a constatação de que nesta área o mais chocante são os crimes que ocorrem dentro do ambiente familiar.

A palestra mostrou que, a partir dessa habilitação, o biomédico e o farmacêutico também podem usar suas capacidades a fim de favorecer a justiça, auxiliando na investigação e na identificação de criminosos.

O profissional perito criminal tem a responsabilidade de analisar amostras e auxiliar de diversas maneiras na resolução de crimes e acidentes”, confirmam as gestoras acadêmicas, Viviane Ferre de Souza Rodrigues (Biomedicina) e Michelle Pedroza Jorge (Farmácia).

Elas também falam sobre a importância deste evento para os estudantes e para a sociedade. “Entender o papel do Biomédico e do Farmacêutico nas mais distintas áreas de atuação profissional assim como a importância e necessidade das respectivas formações e incentivar os alunos a descobrir áreas de atuação de interesse”, dizem.

Tanto o biomédico quanto o farmacêutico podem atuar em perícia criminal devido a multifuncionalidade que essas áreas abrangem. A perícia laboratorial torna-se, portanto, um exame complementar que contribui tecnicamente para o andamento do inquérito policial ou processo penal.

Pular para o conteúdo