A imagem mostra os alunos nas visitas técnicas.

Visitas técnicas são atividades constantes do curso de Engenharia Agronômica do Grupo UniEduK

Nos últimos dois meses, os estudantes já realizaram seis visitas técnicas em empresas e feiras voltadas ao agronegócio

Como parte da metodologia de ensino do Grupo UniEduK estão as visitas técnicas que fortalecem e ampliam o aprendizado dos estudantes de todos os cursos. Para ilustrar, somente o curso de Engenharia Agronômica realizou, nos últimos dois meses, inúmeras visitas técnicas à empresas e feiras voltadas ao agronegócio.

Segundo o Gestor do Curso, Prof. Ronan Machado, as visitas técnicas visam o encontro do acadêmico com o universo profissional, proporcionando aos alunos uma formação mais ampla. Durantes as visitas, é possível observar o ambiente real de uma empresa, órgão ou evento relacionado ao Agronegócio em pleno funcionamento. Torna-se possível assim verificar sua dinâmica, organização e todos os fatores teóricos implícitos nela.

 

Visita técnica à Estação Experimental da Syngenta

Para iniciar, os alunos do primeiro semestre da graduação visitaram a Estação Experimental da Syngenta em Holambra. A empresa é considerada líder em desenvolvimento de tecnologias para o mercado agrícola no mundo.

Seu objetivo é fornecer as melhores sementes e inovações em proteção de cultivos para aumentar a prosperidade de agricultores. Ela está presente em mais de 90 países.

De acordo com a Syngenta, no Brasil, estão presentes nas principais regiões agrícolas por meio de centros de pesquisa e estações experimentais, bem como pela realização de plantios experimentais desenvolvidos em parceria com produtores de culturas variadas, em diversos ecossistemas e locais do país.

 

Visita Técnica ao produtor Luciano Rios

Os estudantes do primeiro ano também visitaram o produtor local, Luciano Rios, proprietário do Rio Flores em Holambra há mais de 20 anos.

A visita fez parte da disciplina “Estruturas para cultivo protegido” ministrada pelo professor Antônio Bliska Júnior.

 

Visita Técnica à Enza Zaden

A mesma turma visitou a Enza Zaden, empresa familiar independente, que atua no melhoramento e desenvolvimento de novas variedades de hortaliças, que são cultivadas, vendidas e consumidas no mundo inteiro.

Segundo a empresa, seu portfólio abrange cerca de 1.200 variedades de hortaliças. O catálogo compreende desde pimentões, tomates, pepinos e alfaces até melões-de-são-caetano e pimentões-olhos-de-pássaro.

A visita integrou a disciplina “Hortaliças: botânica e manejo cultural” orientada pelo professor Ronan Machado.

 

Visita Técnica à GCCRC

Já os estudantes do terceiro semestre visitaram o Centro de Pesquisa Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas – GCCRC – mantido pela parceria entre FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) com sede na Unicamp.

De acordo com o Centro, sua missão é gerar ativos biotecnológicos que aumentem a resistência de plantas à seca e ao calor e transferir tecnologias ao setor produtivo. Para isso, utiliza estratégias de genômica e genética e ferramentas como engenharia genética e edição de genomas e estudos de microbiomas.

A visita foi acompanhada pela professora Ana Carolina Fazza da disciplina “Bioquímica Agrícola ”.

 

Visita Técnica à Agrishow 2022

O Curso de Engenharia Agronômica também marcou presença na Agrishow 2022 em Ribeirão Preto, considerada a maior feira agro do Brasil.

Segundo os organizadores, depois de dois anos suspensa por causa da pandemia, a feira, em cinco dias do evento, gerou em torno de 11,2 bilhões de reais em negócios. O número representa 280% a mais do que na última edição, de 2019. O público, de 193 mil pessoas, também foi inédito.

Skip to content
Deseja receber notificações das últimas notícias e novidades no dispositivo?    Sim! Não, obrigado!