A imagem mostra os estudantes durante a aula de Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais.

Aulas práticas de Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais reforçam conteúdo aprendido no curso de Medicina Veterinária

Em vias de concluir o curso de Medicina Veterinária, alunos realizam, quinzenalmente, aulas práticas de Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais a fim de intensificar todo o aprendizado adquirido durante a graduação

Rumo à etapa final do curso de Medicina Veterinária, os alunos do nono semestre realizam, quinzenalmente, aulas práticas de Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais a fim de fortalecer ainda mais todo o conhecimento adquirido durante a graduação.

Orientados pelos professores Arilton Teodoro e Valéria Trombini, as aulas consistem na realização de procedimentos cirúrgicos e anestésicos em animais vivos.

Todas as etapas são realizadas pelos alunos e supervisionadas por mim e pela professora Valéria. Essa prática é realizada a cada 15 dias, sendo que são operados de cinco a seis animais por período. A sala é dividida em cinco grupos (cinco alunos), em que cada grupo fica responsável por um paciente”, explica o professor Arilton.

O docente conta, ainda, que, em toda aula, quatro grupos realizam o procedimento de esterilização e um ou dois grupos operam alguma patologia como neoplasia, hérnias, entre outras doenças que foram diagnosticadas e selecionadas na aula de Clínica Médica de Pequenos animais, sob supervisão da professora Danieli Perez.

Nesses casos, os alunos realizam todo o procedimento, documentam e acompanham o caso até a sua resolução, já que esta será a sua terceira nota do semestre”, salienta o docente.

Por fim, o professor ressalta a importância da aula prática. “O objetivo principal das aulas é desenvolver o senso de responsabilidade, habilidades manuais trabalhadas no semestre anterior e, principalmente, demonstrar para o aluno, de uma forma clara e objetiva, que todo o seu esforço dentro dos quatro primeiros anos de faculdade tem uma aplicabilidade real, tanto na vida dos pacientes quanto na de seus tutores”, conclui.

Pular para o conteúdo