Com aumento de casos na RMC, ‘Hub da Dengue’ é criado em Jaguariúna para monitorar pacientes

Núcleo instalado no campus da UniFAJ já atendeu 396 moradores com diagnóstico da doença apenas na primeira semana

JAGUARIÚNA – Com 396 atendimentos na primeira semana, teve início em Jaguariúna os trabalhos do Núcleo de Telemedicina para Monitoramento da Dengue (Hub da Dengue), iniciativa dedicada ao controle e observação de pacientes suspeitos de terem dengue, reduzindo os riscos de saúde e assegurando o cuidado médico adequado.

Jaguariúna já registrou mais de 2 mil casos da doença e apenas uma morte. Porém, os números da doença na Região Metropolitana de Campinas (RMC) não param de crescer.  Já são 14 óbitos e 61.791 casos positivos para a doença.

De acordo com o médico e coordenador do curso de Medicina do Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ), Dr. André Lemos, a equipe instalada no Hub da Dengue dentro da UniFAJ é responsável por monitorar os sintomas dos pacientes, fornecer as orientações sobre autocuidado, e alertar as áreas de atenção básica ou os serviços de urgência e emergência da saúde do município de Jaguariúna, em caso de complicações. O trabalho é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a UniFAJ.

Essa central de monitoramento conta com um núcleo multidisciplinar formado por estudantes das áreas de Medicina, Enfermagem, Técnico em Enfermagem e Farmácia, funciona da seguinte maneira: o paciente que chega a uma Unidade de Pronto Atendimento com suspeita de dengue, passa a ser monitorado pelo Núcleo. Por 5 dias, essa pessoa recebe atendimento por telemedicina. Em caso de piora no quadro clínico, esse paciente é encaminhado a uma UPA para tratamento. Todos os dados são compartilhados entre o Hub de Dengue e o serviço de saúde municipal, o que garante agilidade e assertividade no tratamento.

“O desenvolvimento deste núcleo representa uma excelente oportunidade para os estudantes ganharem experiência prática em telemedicina e contribuírem para a luta contra a dengue na cidade. O projeto também destaca a importância da colaboração interprofissional na área da saúde, com estudantes de diferentes áreas trabalhando juntos para fornecer um cuidado abrangente aos pacientes”, destacou o médico André Lemos.

A implementação deste núcleo de telemedicina é um avanço inovador no controle dos casos de dengue. “Estamos confiantes de que esta iniciativa terá um impacto positivo na comunidade e contribuirá para a detecção precoce e tratamento de casos de dengue. Estamos orgulhosos de fazer parte deste projeto e de apoiar o desenvolvimento de soluções inovadoras na área da saúde”, salientou o coordenador de Medicina da UniFAJ.

Acompanhar o paciente na recuperação da doença e evitar novas mortes é o foco principal do hub. “Estamos promovendo uma tripla checagem desses pacientes. Dessa forma, a pessoa chega à UPA passa por atendimento e tem uma suspeita diagnosticada. Ela é encaminhada a uma unidade de saúde, onde é realizada coleta de exame e acompanhamento. Por fim, vai para casa e segue sendo monitorada por cinco dias pelo hub. Dessa forma, estamos atuando no preventivo, mas também na questão assistencial”, salienta a secretária municipal de Saúde de Jaguariúna,
Maria do Carmo de Oliveira Pelisão.

 

Sobre o Grupo UniEduK

Há 25 anos no mercado, o Grupo UniEduK, é composto pelo Centro Universitário de Jaguariúna – UniFAJ, Centro Universitário Max Planck – UniMAX e Faculdade de Agronegócios de Holambra – FAAGROH, instituições reconhecidas com nota máxima (5) pelo MEC em corpo docente, infraestrutura e Projeto Pedagógico do Curso (PPC). Com a missão de promover a educação socialmente responsável, com alto grau de qualidade, propiciando o desenvolvimento dos projetos de vida dos alunos, o Grupo UniEduK tem como foco transformar o futuro das pessoas, na prática. Para tanto, dispõe de moderna infraestrutura em 9 campis, equipados com Hospital Veterinário, Interclínicas e Centro Clínico de Especialidades Médicas. Tendo como mote fornecer uma educação de qualidade e prática que empregue pessoas, o Grupo UniEduK não mede esforços para investir em inovação, pessoas, infraestrutura e tecnologias que façam a diferença na formação profissional.

Para isso, a instituição de ensino conta com o Modelo de Ensino Educar, que utiliza de metodologias ativas, onde o aluno é o protagonista de sua jornada de aprendizagem e com certificações intermediárias para aumentar as chances de conquistar uma vaga no mercado de trabalho. São diversos cursos nas áreas de Saúde, Humanas, Exatas, Tecnologia e Agronegócio nas modalidades presencial e a distância, entre outras opções de pós-graduação, MBA, extensão e especialização. Todos os cursos presenciais possuem no mínimo 50% de aulas práticas desde o início, corpo docente altamente qualificado e infraestrutura moderna, com salas de aulas e laboratórios equipados de acordo com as necessidades do mercado de trabalho.

 

Contatos com a imprensa:

Roberto Bertozi

(11) 9 9680 8838

roberto.bertozi@jtcom.com.br

 

Jean Martins

(19) 99153-4765

jean.martins@jtcom.com.br

 

Julia Teixeira
(19) 99134-4050
julia.teixeira@jtcom.com.br

Pular para o conteúdo