Congressos Brasileiros de Floricultura, Plantas Ornamentais e de Cultura de Tecidos de Plantas têm inscrições abertas

Considerados os maiores eventos do setor, os congressos acontecem de 19 a 22 de outubro, com transmissão on-line direto dos estúdios da FAAGROH, em Holambra

O Grupo UniEduK promove de 19 a 22 de outubro, com apoio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), o 23º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (23º CBFPO) e o 10º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (10º CBCTP). Os eventos ocorrerão durante o período de quatro dias, na modalidade on-line, e as inscrições podem ser feitas pelo site.

Considerados os maiores eventos de ambas as áreas, os congressos reúnem técnicos, produtores, empresários, pesquisadores, docentes e estudantes de graduação e pós-graduação vinculados ao setor de floricultura, paisagismo e propagação de plantas in vitro, além das principais empresas do setor.

Toda a transmissão dos congressos será feita nos estúdios da FAAGROH – Faculdade de Agronegócios de Holambra, atendendo todos os protocolos de segurança contra a Covi-19. “É a primeira vez que a cidade de Holambra, capital brasileira das flores, irá receber os dois eventos que são referências no país. Durante quatro dias, vamos receber os principais especialistas nacionais e internacionais do mercado, unindo o universo da ciência e do setor produtivo”, explica a presidente do Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais e professora da FAAGROH, Cinara Libéria Pereira Neves. 

SOBRE A FAAGROH

A história da FAAGROH está intimamente ligada ao desenvolvimento de Holambra. A instituição nasceu do empenho da Prefeitura de Holambra e do Grupo UniEduK. Isso possibilitou que a área de mais de 3.000 m² fosse a única no Brasil a ter instalações abertas que propiciam ao aluno a atividade prática em toda sua permanência no campus.

A FAAGROH contribui não apenas com o município de Holambra, mas também com toda a sociedade, a partir da geração de mão de obra qualificada. Mais de 94% dos estudantes conquistam um emprego antes mesmo de concluir o curso. “Os alunos são convidados, desde o primeiro ano que entram na FAAGROH, a fazerem estágios em empresas e a maioria, mesmo que ainda estejam cursando a faculdade, já são contratados. Mesmo em plena pandemia, isso continua”, ressalta o diretor, professor Ronan Pereira Machado.

Outro diferencial são os mais de 30 convênios que a FAAGROH mantém com empresas nacionais, como o Veiling, e internacionais, como BAYER, Syngenta, BASF, entre outras. A FAAGROH também desenvolve pesquisas com instituições internacionais como a Universidade de Leiden na Holanda e empresas como o Evanthyae. 

Mercado promissor

A área de floricultura e plantas ornamentais abrange desde flores de corte, plantas envasadas, até a produção de árvores de grande porte. É uma atividade que proporciona alta rentabilidade por área cultivada, mesmo em pequenas propriedades. A floricultura brasileira já é considerada uma atividade agrícola de destaque econômico. O Circuito das Flores de São Paulo produz sete de cada dez plantas ornamentais comercializadas no país.

Nessa área, utiliza-se a técnica de cultura de tecidos de plantas para a produção de mudas, conhecidas popularmente como mudas in vitro ou mudas micropropagadas. Dentre as plantas produzidas em laboratório no Brasil (chamados de Biofábricas), as principais são as frutíferas, como banana, abacaxi e morango. São produzidas em torno de 7,5 milhões de mudas de bananeira, por mais de 34 biofábricas brasileiras. Em seguida, ocorre a produção de mudas de flores e plantas ornamentais, com ênfase para as orquídeas, bromélias e antúrios, sendo que 90% das mudas de orquídeas são produzidas em laboratório.

Como o estado de São Paulo, por meio da cidade de Holambra, concentra a produção e comercialização de flores, plantas ornamentais e mudas micropropagadas do Brasil, a região foi escolhida para realização dos dois congressos.       

SERVIÇO

23º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais (23º CBFPO) e o 10º Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas (10º CBCTP). Informações e inscrições: https://cbflorcultec2021.com.br/#

Valores: R$100,00 para estudantes de graduação e pós-graduação e R$170,00 para profissionais do setor. 

 

Texto: FSB Comunicação

Pular para o conteúdo