A imagem mostra os alunos de Medicina Veterinária do Grupo UniEduK avaliando diferentes tipos de colônias de fungos no microscópio.

Em aula prática, alunos do curso de Medicina Veterinária identificam diferentes tipos de colônias de fungos

O objetivo da atividade foi fazer com que os estudantes tenham capacidade de identificar os diferentes tipos de colônias de fungos, após a realização de semeadura em placa de cultura fúngica

Conduzidos pela professora Carolina Soares Soeiro, estudantes do segundo semestre do curso de Medicina Veterinária do Grupo UniEduK realizaram uma atividade prática a fim de identificar os tipos de colônias de fungos, após a realização de semeadura em placa de cultura fúngica.

Para isso, anteriormente, eles escolheram diferentes ambientes para coleta de material, semearam em placas de cultura fúngica, mantiveram em estufa por cinco dias e, após este tempo, as amostras foram mantidas em geladeira. 

Na semana da atividade, eles reconheceram e identificaram, de forma macroscópica, os aspectos das colônias que eles próprios semearam e, posteriormente, recolheram uma amostra para análise microscópica do tipo de fungo, diferenciando entre fungos filamentosos ou esporos”, explica a docente. .

A professora destaca a forma com que essa iniciativa contribui para a formação do aluno. “Essa atividade foi importante, pois, como médicos-veterinários, os estudantes precisarão conhecer as práticas realizadas em exames que os auxiliarão na conduta clínica, uma vez que estes auxiliam na identificação de infecções nos animais. E, quanto mais souberem a execução, mais certeza terão no momento em que precisarem solicitar algum exame complementar!, diz.

Fico muito contente em ajudá-los a traçar novos raciocínios e me sinto muito feliz em poder apresentar esse mundo de possibilidades para que eles construam uma excelente carreira profissional”, finaliza a docente. 

Pular para o conteúdo