A imagem mostra o aluno Pedro Victor Souza Stuchi que teve sua IC publicada na revista internacional.

Iniciação Científica de aluno de Arquitetura e Urbanismo é publicada em revista internacional

Artigo do aluno Pedro Victor Souza Stuchi foi publicado na Revista Internacional Brazilian Journal of Development

A dedicação do aluno do nono semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo da UniMAX (Grupo UniEduK), Pedro Victor Souza Stuchi, à sua Iniciação Científica (IC) rendeu-lhe a publicação de um artigo na Revista Internacional Brazilian Journal of Development.

De acordo com os organizadores, o periódico abrange todas as áreas do conhecimento descritas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, desde que a pesquisa apresente contribuição para o desenvolvimento.

Sob orientação da professora Raquel Regina Martini Paula Barros, o aluno desenvolveu a IC e escreveu o artigo com o título “Desempenho Térmico e Lumínico no Projeto da Habitação Social em Indaiatuba, SP: Estudos De Caso” que pode ser acessado por este link.

Já havíamos publicado um primeiro artigo com os resultados do primeiro projeto de Iniciação Científica na Revista Intellectus da própria instituição. Depois disso, a partir de um convite da Brazilian Journal of Development feito à professora Raquel, decidimos enviar para lá o conteúdo ainda não publicado, com os resultados do meu segundo projeto de IC”, explica o aluno.

Pedro revela também o que sentiu ao ter seu artigo aceito e publicado. “Foi gratificante! Foram dois anos de dedicação e adaptação com bolsa PIC, já que parte da pesquisa foi desenvolvida durante a pandemia. Ver o trabalho concluído e publicado é prazeroso, vale a pena todo o esforço, pesquisa e estudos desenvolvidos”, salienta.

 

SOBRE A INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Em primeiro lugar, Pedro conta que a inspiração para o tema de sua iniciação científica veio após a disciplina “Projeto: Habitação de Interesse Social”, ministrada pela professora Raquel Regina Martini Paula Barros. A docente sugeriu o tema sobre “Qualidade e Desempenho de projeto de EHIS em Indaiatuba/SP” no contexto de um grupo de estudos no mesmo tema.

Aprendi MUITO, fazer iniciação científica foi um divisor de águas que, com certeza, me ajudou no desenvolvimento profissional. Foram dois anos, duas pesquisas desenvolvidas que somaram muito”, destaca o aluno.

Em seguida, o aluno comenta sobre as diretrizes recebidas de sua orientadora. “Além disso, a professora Raquel me passou muita bagagem. Nesse processo, pude visitar obras em andamento, estar em contato direto com projetos aprovados na Prefeitura, estudar e aplicar na prática a NBR 15575 que coloca parâmetros para qualidade e desempenho desses projetos, desenvolvendo um olhar crítico, com vista a soluções, além de participar de congressos e apresentações”, diz.

O aluno também consegue enxergar claramente em que a iniciação científica contribui para sua formação. “Hoje, trabalhando na área, consigo ver que desenvolvi um olhar crítico e mais humanizado, além de valorizar e reforçar ainda mais o bom uso de normas”, ressalta.

E ele acrescenta: “Estar em contato com a área acadêmica, artigos científicos, com certeza, está me ajudando agora nessa fase de Trabalho de Conclusão no que se refere à estruturação de um bom artigo e à aplicação dos estudos realizados no projeto que venho desenvolvendo”, enfatiza. “Pretendo prosseguir com a carreira acadêmica, então, sem dúvidas, todo esse processo, além de me preparar, ajudará em um futuro próximo”, conclui.

 

Confira outras histórias de sucesso:
Pular para o conteúdo