A imagem mostra os professores que falaram como Almanaque SOS, parceiro do Portal Terra

Portal Terra publica matéria com participação dos professores de Engenharia do Grupo UniEduK

O Almanaque SOS conversou com os engenheiros e professores do Grupo UniEduK, Victor Hugo Garcia de Campos e Lucas Ferrari de Carvalho Costa para saber o que eles têm a dizer sobre a válvula do gás. Texto também foi publicado pelo Portal Terra na coluna Vida e Estilo

Confira o texto do Almanaque SOS, site parceiro do Portal Terra:

Deixar a válvula do gás na metade economiza ou diminui a chama?

Tão atraente quanto perigosa, conheça a técnica que você não deve fazer na sua casa.

Com o preço do gás de cozinha comprometendo quase 10% do salário do brasileiro, não é de se espantar que as pessoas estejam cada vez mais abertas a gambiarras para economizar gás. Porém, existe uma gambiarra polêmica que tem viralizado na internet e feito muita gente acreditar que deixar o regulador do botijão entreaberto faz o gás do botijão render por mais tempo.

Neste artigo, vamos te explicar porque essa técnica não funciona e pode até ser perigosa, segundo especialistas. Simbora!

Teste: deixar o regulador do botijão pela metade faz o gás render mais?

Antes de mais nada, como de praxe, decidimos testar a hipótese difundida na internet que sugere que você deveria deixar o regulador do gás entreaberto por dois principais motivos:

  1. Economizar gás

De acordo com a postagem, quando o regulador de saída do gás está totalmente aberto, o combustível seria consumido mais rapidamente. Ou seja, você deveria posicionar a válvula de maneira a não fechar nem abri-la totalmente, com o objetivo de fazer com que o gás continuasse circulando, porém em um fluxo menor.

Dessa maneira, o gás deveria ser consumido em menor quantidade, já que supostamente você teria obstruído, em parte, a sua saída.

  1. Controlar o volume das chamas

Embora a ideia anterior sugira que você deve economizar o gás simplesmente por diminuir o seu fluxo de saída, essa pressupõe que deixar a válvula entreaberta fará com que as chamas se manifestem com menor intensidade, o que também deveria gerar um consumo menor de gás.

Será que funciona?

Resposta rápida: não.

A princípio, ligamos uma das chamas do nosso fogão em nível médio e fomos mover o regulador de saída do gás para notar se as chamas iriam diminuir mesmo.

Como era de se esperar, o que aconteceu quando movemos a válvula foi que à medida que fechamos o regulador as chamas diminuíram até demais, ao ponto de se apagarem sozinhas, antes mesmo de fecharmos o regulador por completo.

O que dizem os especialistas

Conversamos com os engenheiros e professores do Grupo UniEduK, Victor Hugo Garcia de Campos e Lucas Ferrari de Carvalho Costa, para saber o que eles têm a dizer sobre o assunto.

  1. Como funciona a válvula do botijão de gás de cozinha

De acordo com o engenheiro Mecânico Lucas Ferrari, o regulador do botijão de gás funciona como um interruptor de lâmpada:

O regulador de pressão e a válvula do botijão tem duas funções: a primeira é reduzir a pressão interna do botijão para a pressão de operação do fogão que é bem menor e, a segunda é permitir ou não a passagem de gás, sendo projetada para funcionar como um interruptor de lâmpada. Ou seja, liga e desliga.”

O também engenheiro Victor Hugo complementa a ideia de que como a válvula funciona como um regulador de pressão:

Com a válvula aberta, o gás em alta pressão se desloca para o ambiente que possui menos pressão [boca do fogão].”

  1. É possível controlar as chamas do fogão pela válvula?

Fisicamente sim, contudo não é recomendado, já que essa válvula não é desenvolvida para isso. Portanto, ela pode falhar para tal aplicação.”, diz o Engenheiro Victor Hugo.

Há também o risco de se quebrar a válvula, pois haverá pressão sobre ela que não estava dimensionada a isso, já que essencialmente ela é projetada para abrir e fechar a passagem de gás e não controlar seu fluxo como, por exemplo, uma torneira de água ou o controle da chama do fogão em si.”, conclui o engenheiro Lucas Ferrari.

  1. Há alguma vantagem em reproduzir essa prática?

Embora algumas pessoas acreditem que a técnica tem alguma utilidade, os nossos especialistas discordam:

De fato não há nenhum benefício. Por outro lado, a pessoa que promover essa prática pode correr o risco de sofrer um acidente, se por acaso a válvula venha a falhar. Se ela quebrar, por exemplo, pode liberar o gás para o ambiente externo e causar um incêndio.”, alerta o engenheiro Victor Hugo.

Não há benefícios nessa prática, pois há aumento no risco da chama apagar e, caso não seja percebido, haverá um vazamento de gás. Além disso, também existe o risco de quebrar o regulador de pressão.”, afirma o engenheiro Lucas Ferrari.

  1. É possível economizar o gás deixando a válvula entreaberta?

Finalmente, se a dinâmica do regulador não foi feita para tal, apresenta risco de vazamento de gás, incêndio e ainda não apresenta nenhuma vantagem aparente; no sentido geral do consumo de gás é possível economizar com essa prática? Perguntamos aos especialistas.

Como a chama estará com menos força, o cozimento dos alimentos será feito de maneira mais lenta. Sendo assim, o recomendado para economizar é fazer o controle pela válvula do fogão, essa sim produzida para operar controlando o fluxo de gás.” pontua o engenheiro Lucas Ferrari.

Ademais, o engenheiro Victor Hugo reforça que a prática pode danificar o mecanismo da válvula:

Quando a válvula é fechada parcialmente, uma quantidade de massa de gás maior passa por uma área mais reduzida, aumentando assim os efeitos causados pelo atrito. Como a válvula não foi projetada para esse tipo de esforço, não há garantia de que irá suportar.”

 

Confira no link o texto na íntegra com as imagens – Deixar a válvula do gás na metade economiza ou diminui a chama?

Crédito – Almanaque SOS/ Portal Terra

Pular para o conteúdo