Projeto 'Boa Visão, Boa Educação' realizou 952 consultas e doou 372 óculos gratuitamente às crianças de 4 a 7 anos da rede municipal de ensino de Indaiatuba

UniMAX conclui primeira edição do projeto ‘Boa Visão, Boa Educação’ em parceria com a Fundação Novo Olhar Dr. Marcelo Cunha

Projeto ofereceu atendimento oftalmológico gratuito às crianças do município de Indaiatuba

O Centro Universitário Max Planck (UniMAX), a Fundação Novo Olhar Dr. Marcelo Cunha e a Prefeitura Municipal de Indaiatuba finalizaram a primeira edição do projeto “Boa Visão, Boa Educação”, que ofereceu atendimento oftalmológico gratuito às crianças de 4 a 7 anos da rede municipal de ensino de Indaiatuba.

O atendimento às crianças teve início com uma triagem nas escolas municipais. Foram 7.300 atendimentos de triagem e 952 consultas, realizadas na UniMAX. “Essa triagem nos ajuda a identificar quais crianças precisam passar por uma consulta médica. A visita foi feita em 59 escolas da rede municipal da cidade”, explica Claudio Tieghi, coordenador geral da fundação. O projeto também doou 372 óculos às crianças, graças à parceria com óticas cadastradas na entidade.

No espaço cedido pela UniMAX, localizado no CEEM (Centro Escola de Especialidades Médicas), a Fundação Novo Olhar instalou um consultório oftalmológico para receber as crianças que foram atendidas por oftalmopediatras, que puderam ser acompanhados pelos alunos e docentes do curso de Medicina do Centro Universitário. “Os estudantes de Medicina tiveram a oportunidade de participar do processo de triagem dos pacientes e das consultas e isso é extremamente positivo para o aprendizado”, explica a diretora geral da UniMAX, professora Luciana Mori.

Do ponto de vista educacional, o projeto também tem um impacto muito positivo. “Como o objetivo é tratar as dificuldades oftalmológicas das crianças em uma fase de vida onde ainda é possível oferecer melhores condições para o aprendizado, o projeto tem uma função muito importante no caminho educacional que essas crianças vão trilhar”, ressalta Luciana.

A próxima edição do projeto já está aprovada e deve ter início no segundo semestre deste ano. De acordo com o coordenador da fundação, Claudio Tieghi, a edição seguinte será voltada às crianças entre 7 e 10 anos. As duas edições do projeto “Boa Visão, Boa Educação” contam com o apoio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Estado de São Paulo (CONDECA).

Pular para o conteúdo