A imagem mostra o logo da Campanha de Doação de Sangue do Grupo UniEduK.

Estudantes do Grupo UniEduK promovem Campanha de Doação de Sangue no dia 13/04

“Quem doa sangue salva vidas” é a primeira Campanha de Doação de Sangue realizada no campus II da UniFAJ. A iniciativa é de um grupo de alunos dos cursos de Medicina, Medicina Veterinária, Fisioterapia, Enfermagem e Engenharia de Produção.

A iniciativa dos estudantes do curso de Medicina, Medicina Veterinária, Fisioterapia, Enfermagem e Engenharia de Produção do Grupo UniEduK traz, pela primeira vez ao campus II da UniFAJ, a Campanha de Doação de Sangue “Quem doa sangue, salva vidas”. A ação acontece no dia 13 de abril às 8h30, 09h30, 10h30 e 11h30. O campus II fica na Rodovia Adhemar Pereira de Barros, Km 127 em Jaguariúna/SP.

Quem quiser e puder doar sangue, precisa agendar horário para o dia 13 de abril com o estudante Vitor Caetano pelo whatsapp (37) 9-9956-1815.

 

Objetivo da Campanha de Doação de Sangue

De acordo com a professora Celene Aparecida Ferrari Audi, que apoia o evento multidisciplinar, este projeto social contribui com a transformação para o melhor da sociedade, das instituições e, principalmente, das pessoas.

Ao olharmos para as necessidades das pessoas e desenvolvermos ações que possam minimizar e/ou supri-la, tornamo-nos mais igualitários”, destaca a docente.

Entre os objetivos da ação estão conscientizar estudantes e colaboradores da UniFAJ sobre a importância da doação de sangue e salvar vidas; contribuir para aumentar o estoque das bolsas de sangue do Hemocentro da UNICAMP; reforçar a importância da doação; sensibilizar novos voluntários e fidelizar doadores existentes.

Sinta-se bem por fazer o bem. Ao realizar uma doação de sangue, você está ajudando a pelo menos três pacientes que necessitam de transfusão. A doação, respeitando os critérios técnicos, não acarreta qualquer risco para o doador”, comenta a professora Celene.

Celene explica também que o sangue coletado pelo Hemocentro UNICAMP é processado dentro de rigorosos critérios técnicos, separado em componentes e examinado em modernos laboratórios. Além disso, é distribuído gratuitamente aos hospitais públicos e filantrópicos da região, proporcionando segurança e tranquilidade à população.

Por isso tudo, aproveite a oportunidade para fazer parte desse grupo de pessoas solidárias que pensam na doação de sangue como garantia de vida!”, incentiva a docente.

 

O que é preciso para ser um doador de sangue?

  • Não estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos e, após o almoço, aguardar três horas;
  • Pesar, no mínimo, 50 Kg;
  • Estar descansado;
  • Não fumar até duas horas antes e duas horas depois da doação;
  • Ter entre 18 e 69 anos (maiores de 60 anos não podem realizar a doação pela primeira vez);
  • Serão aceitos candidatos à doação de sangue com idade de 16 (dezesseis) e 17 (dezessete) anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal, para cada doação.

Para doação é obrigatório: documento de identificação com fotografia emitido por órgão oficial, preferencialmente o RG ou CNH, e a informação do endereço completo, inclusive o CEP.

 

Não pode doar sangue a pessoa que:

  • Estiver com gripe, resfriado ou infecção acompanhado de febre;
  • For portadora de sífilis (cancro), malária (maleita) ou doença de Chagas;
  • For alcoolista crônico, ou tenha ingerido bebida alcóolica nas últimas 12 horas (prazos inferiores e consumo de pequenas quantidades, devem ser avaliados pelo profissional da triagem);
  • Tiver sido exposto a situações de risco para doenças sexualmente transmissíveis;
  • Tenha contraído Hepatite após os 11 anos de idade;
  • Tenha realizado endoscopia há menos de seis meses;
  • Estiver grávida, em período de até três meses pós-parto ou se estiver amamentando;
  • História atual ou pregressa de uso de drogas injetáveis ilícitas.

Quais são os intervalos para doações?

  • Idade entre 60 e 69 anos: 180 dias (máximo duas vezes nos últimos 12 meses);
  • Mulheres: 90 dias (máximo três vezes nos últimos 12 meses);
  • Homens: 60 dias (máximo quatro vezes nos últimos 12 meses);
  • Estiver tomando medicamentos, tiver tomado vacina recentemente e/ou estiver em tratamento médico.

Como é feita a doação de sangue?

  • O sangue é retirado da veia de um dos braços e passa por um equipamento especial que retém parte das plaquetas ou das hemácias;
  • Depois disso, o sangue retorna para o doador com todos os outros elementos;
  • Tudo isso de forma segura e livre de contaminações. Todo o material utilizado é descartável e de uso único;
  • Esta doação deve ser agendada e dura cerca de uma hora e meia.
Pular para o conteúdo